CEASAMINAS - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
  Contagem, sábado, 25 de novembro de 2017.
Agroqualidade
   

 
 
Classificação é a separação  do produto em lotes homogêneos.
Utilizar a classificação da TANGERINA é unificar a linguagem do mercado e de toda a cadeia de produção.
Produtores, atacadistas, industriais, varejistas e consumidores devem usar os mesmos padrões de caracterização do produto. Só assim, obteremos transparência na comercialização, melhores preços para os produtores e consumidores, menores perdas e melhor qualidade.
 
 
 

Coloração: Relacionado a coloração dos frutos do lote, conforme esquema fotográfico abaixo

C1
C2
C3
     

 

C4
C5
 
 

Classe: Relacionado ao tamanho dos frutos medido pelo seu diâmetro equatorial

Classe
Menor Diâmetro (mm)
Maior Diâmetro (mm)
117
117
122
112
112
117
107
107
112
102
102
107
97
97
102
92
92
97
87
87
92
82
82
87
78
78
82
74
74
78
70
70
74
66
66
70
64
64
66
62
62
64
60
60
62
58
58
60
56
56
58
54
54
56
52
52
54
50
50
52

 

 
 

Morfologia

 




 
 

Variedades mais Comuns


Cravo
Dancy
Citrus reticulata Blanco
Citrus Tangerina Hort. ex Tanaka
   
   


Satsuma

Rio
Citrus unshiu Marc.
Citrus deliciosa Tenore
   
   

Murcote

Ponkan
Citrus reticulata Blanco X Citrus sinensis Osbeck
Citrus reculata Blanco
   
   

Montenegrina
Citrus deliciosa Tenore


 
 

Defeitos Graves: São aqueles que inviabilizam o consumo ou a comercialização do produto

 

Dano Profundo
 
Podridão
 
Passado
Fruto que apresenta alteração típica de sabor, característica do estádio sobrematuro.

 
 

Defeitos Leves: Danos e defeitos superficiais que não inviabilizam o consumo e/ou a comercialização mas prejudicam a aparência e a qualidade do produto

Deformado


 
 

Manchas

São consideradas manchas, qualquer alteração da coloração original da casca (pericarpo) da tangerina, não importando a origem desta alteração. Elas são divididas em dois grupos Mancha Difusa e Mancha Profunda.

Manchas Difusas
São aquelas que não encobrem a cor original da casca da tangerina, permitindo a sua perfeita visualização. Trata-se de um conjunto de pequenas manchas.

Mancha Difusa Nível 1:
Mancha Difusa Nível 2:
É aquela que tem uma área de cobertura de até 30% da superfície do fruto. É aquela que tem uma área de cobertura maior do que 30% da superfície do fruto.
   

Manchas Profundas
São aquelas manchas que não permitem a visualização da cor original da casca do fruto, não importando a origem. Incluem-se aí os danos cicatrizados, as lesões patológicas, entomológicas e de ácaros que não atingiram o albedo.

 
Mancha Profunda Nível 1:
Mancha Profunda Nível 2:
Quando a mancha atinge uma superfície total, contínua ou alternada, de até 2 cm². Quandoa mancha atinge uma superfície total, contínua ou alternada, maior do que 2 cm².


 
 

Tipo ou Categoria

Tabela de Determinação de Tipo ou Categoria de Qualidade
Categoria
Extra
I
II
III
IV
Defeitos Graves
 
Podridão
0
2
3
4
4
Dano Profundo
0
3
5
5
5
Passado
0
1
3
9
9
Total Graves
0
3
5
9
9
Deformado
0
1
10
20
100
Mancha
 
Difusa Nivel 1
5
20
40
100
100
Difusa Nivel 2
0
5
20
50
100
Profunda Nivel 1
0
15
20
30
100
Profunda Nivel 2
0
3
10
20
100
Total para Manchas
5
25
40
100
100
Total Geral
5
25
40
100
100

Outros Requisitos:

Categoria
Extra
Cat I
Cat II
Cat III
Cat IV
% máxima de frutos sem cálice
5
20
35
100
100
Nº de classes consecutivas no mesmo lote
1
2
3
5
sem
exigência
Nº de grupos de coloração consecutivos no mesmo lote
1
2
3
sem
exigência
sem
exigência

REQUISITOS GERAIS

1. As Tangerinas deverão apresentar as características típicas do cultivar quanto à forma, cor da casca, cor da polpa, levando-se em conta a região de produção.
2. Não será permitida dentro do Programa a venda de tangerina imatura. Entenda-se como imatura aquela que não atingiu o Teor de Sólidos Solúveis (Brix), o Ratio (Açúcares/Acidez) e a Porcentagem de Suco (peso do suco/ peso do fruto) x 100), considerados aceitáveis para o consumo.
3. Os teores para cada variedade seguem tabela abaixo. Os lotes que apresentarem teores superiores poderão mencioná-los como diferencial na rotulagem.

Variedades
% de suco
Brix
Ratio
Cravo
40
9,0
9,5
Mexerica
35
9,0
8,5
Ponkan
35
9,0
9,5
Murcote
42
10,5
10,0

Valores determinados para o Estado de São Paulo e Triângulo Mineiro Os teores para as outras tangerinas , que não constam na tabela acima, estão em estudo.

4. Não será permitida a mistura de diferentes variedades e espécies dentro da mesma embalagem.
5.
Admite-se até 5% de frutos fora do agrupamento das Classes citadas no rótulo.
6. Admite-se até 10% dos frutos fora dos Grupos de Coloração citados no rótulo.
7. O rótulo deve indicar todos os Grupos de Coloração abrangidos no lote.
8. No caso das Categoria III e IV, o comprador poderá exigir do vendedor do lote a discriminação dos defeitos que enquadraram o lote nestas categorias.
9. A determinação da porcentagem, para fins de verificação da Classificação, deverá ser efetuada sobre o total da amostra extraída, realizando-se o cálculo com base no número de frutos amostrados.
10. Quando forem encontrados frutos com defeitos graves e leves, deverá ser considerado o mais grave. Quando só existirem defeitos leves será realizada a somatória dos defeitos.
11. No caso de lotes que não se enquadrarem nos requisitos acima, será permitida a reembalagem e a reclassificação, exceto nos casos em que a ocorrência de podridão ultrapasse 10%. Neste caso o lote será descartado.
12. O comprador terá um prazo de 24 horas para contestar a classificação. Os casos pendentes deverão ser resolvidos por agentes previamente designados pelas partes para estes casos.

 
 

Rótulo: As embalagens deverão ser rotuladas em local de fácil visualização, conforme o exemplo abaixo

 
     
  Assessoria de Agroqualidade da CeasaMinas  
  agroqualidade@ceasaminas.com.br  
     
Endereços:
Unidade de Contagem
Rodovia BR-040 km 688 - Kennedy
Contagem, MG, Brasil. CEP: 32.145-900
Telefone: (31)3399-2050

Unidade de Uberlândia
Rodovia BR-050 KM 76 - Segismundo Pereira
Uberlândia, MG, Brasil. CEP: 38.408-369
Telefone: (34)3234-1277

Unidade de Juiz de Fora
Avenida Doutor Simeão de Faria, nº 2525 - Santa Cruz
Juiz de Fora, MG, Brasil. CEP: 36.088-000
Telefone: (32)3222-5460

Unidade de Barbacena
Rodovia BR-040, km 698 - Caiçara
Barbacena, MG, Brasil. CEP: 36.204-666
Telefone: (32)3331-6242

Unidade de Caratinga
Rodovia BR 116, Km 529 - Nossa Senhora das Graças
Caratinga, MG, Brasil. CEP: 35.300-970
Telefone: (33)3321-7243

Unidade de Governador Valadares
Rodovia BR 116, Km 413 - Turmalina
Governador Valadares, MG, Brasil. CEP: 35.042-060
Telefone: (33)3221-2979



Copyright © - Todos os direitos reservados - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
DETIN - Departamento de Tecnologia da Informação da CeasaMinas.